19 abril 2006
  De igual para igual
coluna GLS publicada na Revista da Folha de 09/04/2006
[por Vange Leonel]

Eu tinha sete anos quando ela começou a me dar aulas de violão e nove quando ela me levou ao show "Gal a Todo Vapor". Tanto o violão quanto o show foram fundamentais para que eu resolvesse fazer música e me tornar cantora.

Quando completei 11, ela passou a me contar dos namorados, das coisas da vida, compartilhando suas impressões do mundo e conversando comigo de igual para igual. Ela me indicava leituras e me estimulava a pensar.

Aos 15, me descobri lésbica e falei com ela antes de contar para qualquer pessoa adulta. Ela, que tinha amigos homossexuais, entendeu imediatamente. Mais que isso: festejou e me deu forças.

Depois que fiz 17 e resolvi sair da casa dos meus pais, ela me acolheu em seu apartamento até que minha inquietude passasse, minha mente clareasse e eu resolvesse com eles os termos de nossa separação amigável. Tudo entre meus pais, ela e eu ocorreu de maneira amorosíssima.

Ela é minha amiga e, por um acaso feliz, é também minha prima. Seis anos mais velha que eu, hoje essa diferença de idade nem se faz notar. Mais que nunca, conversamos, trocamos idéias e afeto de maneira entusiasmada. Sempre de igual para igual.

O fato de me tratar (e de ter sempre me tratado) como igual, mesmo sendo ela heterossexual e eu lésbica, ou ela mais velha e eu mais nova, é (e foi) crucial para eu saber da consideração que mereço e devo esperar dos outros. Diferenças de idade, sexo, cor da pele, classe social ou orientação sexual jamais deveriam impedir um relacionamento bom e respeitoso. Minha prima me ensinou isso na prática.

© Folha de S.Paulo
 
Comments:
Respeito. Algumas pessoas realmente fazem este mundo melhor ao ter suas ações baseadas em sentimentos bons.
Parabéns pela sua prima. Este seus Post deve ser um enorme presente para ela.
 
Ela lê tudo que você escreve?acho que ela vai adorar esse post
 
Tua prima, foi o anjo que te livrou do medo, do desespero no qual poderia ter se transformado tua vida. Tua prima dignificou teu ser, te encorajou a ser gente. Conheço uma pessoa que conseguiu se desgraçar porque não teve um anjo assim. Abaixo o preconceito, abaixo o sufocamento a que a nossa sociedade condena uma mulher ou um homem em função de seu desejo amoroso. Parabéns pra sua prima. Parabéns pra vc, Vange. Bj da Wlada.
 
no dia que cada pessoa tiver 1/3 da boa mente da sua prima, o mundo será bem melhor.
enquanto isso, a mãe do meu amigo o manda para um internato, por ser gay.

até mais ler.
 
Que legal ter uma prima assim...ainda bem que teve essa pessoa. Já eu nunca tive ninguém com quem desabafar até à idade adulta e foi muito opressivo para mim. Tem toda a razão quanto à conclusão que faz no último parágrafo do seu texto. Todo o mundo deveria agir dessa forma!!!!
Black Bird
www.civilizacoesnasombra.blogger.com.br
 
Postar um comentário



<< Home

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Cantora, compositora, colunista GLS e proto-escritora. Lésbica e feminista. Atualmente assina a coluna GLS da Revista da Folha no jornal Folha de S.Paulo e a coluna "Vange Leonel" no Mix Brasil.

mais informações:
BLOG Home
MySpace
Twitter


Vange Leonel

Criar seu atalho







ARQUIVOS
Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Agosto 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Dezembro 2007 / Janeiro 2008 / Fevereiro 2008 / Março 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Junho 2008 / Julho 2008 / Agosto 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Janeiro 2009 / Fevereiro 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Fevereiro 2010 / Março 2010 / Abril 2010 / Setembro 2010 / Outubro 2010 / Novembro 2010 / Fevereiro 2011 /






LIVROS
Balada para as Meninas Perdidas
Grrrls - Garotas Iradas
As Sereias da Rive Gauche




MEMÓRIAS DE UMA MULHER MACACA
Capítulo 1
Capítulo 2
Capítulo 3
Capítulo 4
Capítulo 5
Capítulo 6
Capítulo 7
Capítulo 8
Capítulo 9
Capítulo 10
Capítulo 11
Capítulo 12
Capítulo 13
Capítulo 14
Capítulo 15
Capítulo 16
Capítulo 17
Capítulo 18
Capítulo 19
Capítulo 20
Capítulo 21
Capítulo 22
Capítulo 23



CDs
Vermelho
Vange
NAU



TEATRO
As Sereias da Rive Gauche
Joana Evangelista



WEB
Mix Brasil
MOJO: Atrás do Porto...





Radio Liberdade
















BLOGS FAVORITOS
Cilmara
VAE
Marcia
Elisa
Pedro






Creative Commons License
Reproduçõees do conteúdo deste blog só serão permitidas se estiverem de acordo com as regras estabelecidas pela Creative Commons Attribution-NonCommercial 2.5 License.

Os textos da Coluna GLS, têm copyright da Folha de S.Paulo e só poderão ser reproduzidos sob permissão da empresa.




Powered by Blogger