15 maio 2007
  Dona Flor Nigeriana
coluna GLS publicada na Revista da Folha em 06/05/2007

por Vange Leonel


A notícia recente de um casamento na cidade de Kano, Nigéria, chamou a atenção pelo inusitado.

A senhora Aunty Mauduguri realizou uma cerimônia com 2.000 convidados para celebrar sua união poligâmica com outras quatro mulheres. Segundo nota da BBC, elas seriam atrizes de Nollywood, indústria local de cinema e vídeo em franco desenvolvimento. De fato, testemunhas relataram que vários artistas compareceram aos festejos que duraram dois dias.

Jamilu Garba, um dos convidados, afirmou que uniões do tipo estão se tornando comuns em Kano. Disse também que a publicidade em torno do suntuoso casamento de Mauduguri mostra que os locais estão cada vez mais dispostos a enfrentar leis proibitivas (a poligamia é aceita, mas a homossexualidade é condenada pelo Estado e pelo islamismo, religião de peso no país).

A reação das autoridades foi imediata e rigorosa. Mauduguri e as "esposas" tiveram suas prisões decretadas e o teatro onde se casaram foi demolido.

Foragida, Mauduguri deu entrevista ao jornal nigeriano "Daily Trust" negando ser lésbica. Disse ser vítima da calúnia de invejosos e que uma das supostas esposas seria, na verdade, sua irmã de sangue: "Como poderia me casar com ela?" Juntas, as moças resolveram processar as rádios locais e seus informantes por difamação.

Numa sociedade repleta de proibições, penas severas e homossexualidade secreta surgem relatos contraditórios. Qual a verdade? Talvez nunca saibamos. Mas seja qual for, a história é digna de Nollywood.

© Folha de S.Paulo

Marcadores:

 
10 maio 2007
  O Papa e o Espermatozóide Feminino

o que tem a ver o Papa com o espermatozóide feminino?
leia na minha coluna desta semana no Mix Brasil.

 
07 maio 2007
  Graça tem sexo?
coluna GLS publicada na Revista da Folha em 22/04/2007

por Vange Leonel


O escritor britânico Christopher Hitchens adora provocar. Disse, a propósito de um suposto mau humor das mulheres: "Há mais humoristas mulheres péssimas do que humoristas homens péssimos, mas existem algumas damas impressionantes. Entretanto, se você olhar mais de perto, verá que a maioria é gorda, lésbica ou judia, ou então um misto das três coisas".

Você concorda? A provocação sexista em tom de piada tem fundamento? No que interessa a esta coluna, será que as lésbicas têm mais talento para o humor?

Aqui no Brasil há excelentes comediantes, hétero e homossexuais. Pena que as que são lésbicas não saem do armário. Soubéssemos quem são, poderíamos testar a tese de Hitchens, somando as lésbicas às gordas e judias para checar se elas são a maioria das piadistas do sexo feminino.

Nos Estados Unidos, um punhado de humoristas que se declaram lésbicas ganha a vida profissionalmente fazendo graça sobre todo tipo de assunto. Muitas delas se especializam em satirizar suas próprias vidas e as particularidades do amor homossexual, criando um típico humor lésbico.

Aqui, esse tipo de humor está restrito a uns poucos blogs ou sites na internet, escritos sob pseudônimos. Dois fatores provavelmente emperram a evolução do humor lésbico brasileiro: a insistência das humoristas em permanecer no armário e o receio de que a sátira sobre lésbicas possa soar politicamente incorreta.

© Folha de S.Paulo


PS - abaixo, alguns links de blogs de humor lésbico em portugês:

VAE
Tangas Lésbicas (Portugal)
Ava Gina Fonda
Abacaxi com Tofu
Labia Majora

Marcadores:

 
02 maio 2007
  TV GLBT
Tudo começou com personagens gays e lésbicas atuando discretamente como coadjuvantes em alguns filmes e seriados de TV. Depois, Ellen DeGeneres assumiu-se lésbica em rede nacional e tirou também do armário sua personagem homônima Ellen. A partir daí, os homossexuais na TV passaram a ter maior projeção e importância. Gays e lésbicas deixaram de aparecer apenas como figuras secundárias para ocupar primeiro plano nos seriados e telefilmes americanos...

[continua lá no Mix Brasil]


 

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Cantora, compositora, colunista GLS e proto-escritora. Lésbica e feminista. Atualmente assina a coluna GLS da Revista da Folha no jornal Folha de S.Paulo e a coluna "Vange Leonel" no Mix Brasil.

mais informações:
BLOG Home
MySpace
Twitter


Vange Leonel

Criar seu atalho







ARQUIVOS
Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Agosto 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Dezembro 2007 / Janeiro 2008 / Fevereiro 2008 / Março 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Junho 2008 / Julho 2008 / Agosto 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Janeiro 2009 / Fevereiro 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Fevereiro 2010 / Março 2010 / Abril 2010 / Setembro 2010 / Outubro 2010 / Novembro 2010 / Fevereiro 2011 /






LIVROS
Balada para as Meninas Perdidas
Grrrls - Garotas Iradas
As Sereias da Rive Gauche




MEMÓRIAS DE UMA MULHER MACACA
Capítulo 1
Capítulo 2
Capítulo 3
Capítulo 4
Capítulo 5
Capítulo 6
Capítulo 7
Capítulo 8
Capítulo 9
Capítulo 10
Capítulo 11
Capítulo 12
Capítulo 13
Capítulo 14
Capítulo 15
Capítulo 16
Capítulo 17
Capítulo 18
Capítulo 19
Capítulo 20
Capítulo 21
Capítulo 22
Capítulo 23



CDs
Vermelho
Vange
NAU



TEATRO
As Sereias da Rive Gauche
Joana Evangelista



WEB
Mix Brasil
MOJO: Atrás do Porto...





Radio Liberdade
















BLOGS FAVORITOS
Cilmara
VAE
Marcia
Elisa
Pedro






Creative Commons License
Reproduçõees do conteúdo deste blog só serão permitidas se estiverem de acordo com as regras estabelecidas pela Creative Commons Attribution-NonCommercial 2.5 License.

Os textos da Coluna GLS, têm copyright da Folha de S.Paulo e só poderão ser reproduzidos sob permissão da empresa.




Powered by Blogger