13 fevereiro 2006
  Uma dupla do barulho
[por Vange Leonel]
coluna GLS publicada na Revista da Folha em 12/02/2006

Elas são casadas há quase duas décadas. Informalmente, já que casamento entre pessoas do mesmo sexo não é legalizado no Brasil. Mesmo assim, elas são casadas. Seus amigos solteiros costumam dizer que, se um dia casarem, querem um casamento como o delas. Os casados nelas se espelham. E todos perguntam: qual o segredo de um casamento tão firme e duradouro?

Elas dizem que não há segredo ou fórmula a ser seguida. Mas, generosamente, passam uma regrinha simples: jamais carreguem nas costas o peso da obrigação ou a expectativa da eternidade. "Nenhum amor é eterno a não ser aquele que se prolonga, indefinidamente, sabendo-se efêmero", elas dizem. Eu até usei a frase num livro que escrevi. Por essas e por outras, agradeço a elas a inspiração, a amizade e a sabedoria compartilhada.

Um dia, uma conhecida ousou dizer que ficar tanto tempo casada com a mesma pessoa só poderia ser falta de imaginação. Elas não se ofenderam com o comentário, julgando-o fruto de uma inveja tola. Mas fizeram questão de corrigir: "Engano seu, é preciso muita imaginação". Se fossem esnobes, poderiam ter citado Heráclito ("Não cruzarás o mesmo rio duas vezes, porque outras são as águas que correm nele") lembrando que o casamento não é estático nem travado de antemão: flui. Nada é monótono se existe imaginação.

Nunca vi duas pessoas tão diferentes e tão parecidas. Elas têm temperamentos quase opostos, mas concordam nos aspectos mais essenciais: na ética e no que esperam de seu amor. Porque, do amor, elas esperam só amor. Nada mais.

© Folha de S.Paulo
 
Comments:
vc e cil?
 
Muito belo!! Que admirável lição essas duas pessoas transmitem ao mundo actual onde o efémero, infelizmente, é tantas vezes a nota dominante. Saber gerir assim uma relação é obra de muito talento. A melhor boa sorte e felicidade sempre para elas!

Black Bird
 
fala mais...
 
Acabei de ler,lá no CIO, suas dicas de como se vestir de homem no carnaval e adorei.Achei você bem experiente no assunto(risos).Bem,falou com tanta propriedade, deu dicas tão importantes,que fiquei curiosa. Você sempre se fantasia ou fantasiava assim?
Beijão!!!!!
 
vange, eu tinha lido na revista. seu texto me lembrou aquele documentário que o gnt exibiu, algum tempo atrás, de um casal de lésbicas judias dos EUA. eu fiquei muito tocada com aquele programa e, como nesse seu texto, tive a sensação de estar entrando em contato com uma relação baseada no respeito ao outro. talvez, esse respeito à diferença, essa sabedoria em lidar com as diferenças seja algo que só é possível quando as duas pessoas têm o mesmo nível de maturidade. e acho que essa simbiose perfeita, que tanto procuramos, pode estar em qualquer tipo de relação: entre cônjuges, entre amigos, entre irmãos. lindo!
 
Márcia, vc acha que eu sou do tipo que fala na terceira pessoa? (hehe)

BBird, transmitirei a elas seus votos.

Chachá, vc tem sido testemunha ocular & afetiva já faz uns anos, né? Tenho certeza que elas lhe agradecem a amizade.

Anônimo, sim, eu adoro me travestir e tenho me fantasiado bastante ultimamente. E sou convincente. Outro dia fui numa festa e, na entrada, me colocaram na fila dos homens para fazer a revista da segurança.
 
ah, sei lá, achei que era uma licença poética pra celebrar vcs! hihihih... eu sou a última das românticas, hahahahaha.
 
Postar um comentário



<< Home

Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, SP, Brazil

Cantora, compositora, colunista GLS e proto-escritora. Lésbica e feminista. Atualmente assina a coluna GLS da Revista da Folha no jornal Folha de S.Paulo e a coluna "Vange Leonel" no Mix Brasil.

mais informações:
BLOG Home
MySpace
Twitter


Vange Leonel

Criar seu atalho







ARQUIVOS
Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Agosto 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Dezembro 2007 / Janeiro 2008 / Fevereiro 2008 / Março 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Junho 2008 / Julho 2008 / Agosto 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Janeiro 2009 / Fevereiro 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Fevereiro 2010 / Março 2010 / Abril 2010 / Setembro 2010 / Outubro 2010 / Novembro 2010 / Fevereiro 2011 /






LIVROS
Balada para as Meninas Perdidas
Grrrls - Garotas Iradas
As Sereias da Rive Gauche




MEMÓRIAS DE UMA MULHER MACACA
Capítulo 1
Capítulo 2
Capítulo 3
Capítulo 4
Capítulo 5
Capítulo 6
Capítulo 7
Capítulo 8
Capítulo 9
Capítulo 10
Capítulo 11
Capítulo 12
Capítulo 13
Capítulo 14
Capítulo 15
Capítulo 16
Capítulo 17
Capítulo 18
Capítulo 19
Capítulo 20
Capítulo 21
Capítulo 22
Capítulo 23



CDs
Vermelho
Vange
NAU



TEATRO
As Sereias da Rive Gauche
Joana Evangelista



WEB
Mix Brasil
MOJO: Atrás do Porto...





Radio Liberdade
















BLOGS FAVORITOS
Cilmara
VAE
Marcia
Elisa
Pedro






Creative Commons License
Reproduçõees do conteúdo deste blog só serão permitidas se estiverem de acordo com as regras estabelecidas pela Creative Commons Attribution-NonCommercial 2.5 License.

Os textos da Coluna GLS, têm copyright da Folha de S.Paulo e só poderão ser reproduzidos sob permissão da empresa.




Powered by Blogger